Bem Vindo às Cousas

Puri, se tchigou às COUSAS, beio pur'um magosto ou um bilhó, pur'um azedo ou um butelo, ou pur um cibinho d'izco d'adobo. Se calha, tamém ai irbanços, tchítcharos, repolgas, um carólo e ua pinga. As COUSAS num le dão c'o colheroto nim c'ua cajata nim cu'as estanazes. Num alomba ua lostra nim um biqueiro nas gâmbias. Sêmos um tantinho 'stoubados, às bezes 'spritados, tchotchos e lapouços. S'aqui bem num fica sim us arraiolos ou u meringalho. Nim apanha almorródias nim galiqueira. « - Andadi, Amigo! Trai ua nabalha, assenta-te nu motcho e incerta ó pão. Falemus e bubemus um copo até canearmos e nus pintcharmus pró lado! Nas COUSAS num se fica cum larota, nim sede nim couractcho d'ideias» SEJA BEM-VINDO AO MUNDO DAS COUSAS. COUSAS MACEDENSES E TRANSMONTANAS, RECORDAÇÕES, UM PEDAÇO DE UM REINO MARAVILHOSO E UMA AMÁLGAMA DE IDEIAS. CONTAMOS COM AS SUAS : cousasdemacedo@gmail.com



sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Visão agridoce dos tempos que correm

Passada a euforia dos resultados eleitorais é tempo de regressar à normalidade dos dias na desenfreada busca da essência da "terra-mãe" (a minha, a dita, a sublime - coração dixit - Macedo de Cavaleiros). Assente a poeira, começo a vislumbrar melhor os efeitos da torrente que conduziu a algo anormal: só um dirigente nacional assumiu a derrota eleitoral autárquica da sua força partidária. Julguei, por momentos, ter sido bafejado pelo dom da ubiquidade. E acreditei, por instantes, ser detentor de quatro nacionalidades distintas. Deixa ver se me entendo... O PSD, na voz da sua, por enquanto, líder, ganhou as eleições porque manteve a maioria das Câmaras Municipais e, consequentemente, a presidência da Associação Nacional de Municípios. Contudo, o PS assume-se como claro vencedor, por ter obtido a maioria dos votos e por ter recuperado, em termos absolutos, algumas Câmaras Municipais. Por sua vez, o líder do CDS-PP, na sua declaração de vitória, salienta a manutenção da Câmara de Ponte de Lima e o aumento de mandatos autárquicos. Já o secretário-geral da CDU reafirma o poder autárquico com o incremento de votos, mesmo tendo perdido Câmaras emblemáticas. Como o auto-proclamado líder da esquerda alternativa reconheceu (estranhamente) uma derrota eleitoral, contra quatro vitoriosos, acrescendo que não tenho mesmo o dom da ubiquidade e que só sou Português... Como já me debrucei sobre os resultados eleitorais e a minha inteligência não me permite ir mais além que só ver um país... E como posso ser tudo menos analista político... Facilitou-me a vida a criação da "Federação Tuga". Dessa forma, já consigo entender que o PSD venceu, de forma clara, em REPÚ e o PS, inequivocamente, em BLICA. Já o CDS-PP alcançou o poder em PORTU, deixando para a CDU a vitória em GUESA. Irmanados na senda da vitória... Tal como num concelho (que por sinal é o meu). A coligação PSD-CDS teve o maior número de votos, ficando com maioria absoluta, mas perdeu as eleições. Perdeu as eleições em 5 das 38 freguesias e... Perdeu... "Prontos"... Leio a imprensa e... "Beraldino Pinto mantém a presidência da Câmara com maioria, mas... PERDEU UM VEREADOR"... Quase ninguém votou BE, mas o BE ganhou... "um representante na Assembleia Municipal". PSD-CDS ganharam a Junta de Freguesia de Salselas... Não! O PS é que perdeu porque o BE não tinha nada que entrar na corrida! A CDU teve uma votação residual, mas ganhou! Ganhou uma representante à Assembleia Municipal. A única coisa que parece consensual é que só houve um vencedor para a Junta de Freguesia de Macedo de Cavaleiros. Pela mesma ordem de ideias, outro houve, porque conseguiu um mandato inédito para a dita Junta. Lidas e relidas as notícias, o PS ganhou em MACEDO, a CDU em DE e o BE em CAVALEIROS. Pelos vistos, existindo três vitoriosos e não conseguindo entendimento, decidiram atribuir, numa inédita manifestação de altruísmo político, a presidência camarária ao único verdadeiro perdedor destas eleições autárquicas: a coligação PSD-CDS. Isto faz-me lembrar as Legislativas: José Sócrates é o vencedor inequívoco das ditas. No entanto, são as restantes forças partidárias a reclamar vitória porque retiraram a maioria absoluta... Extrapolando para o mundo do futebol... A Dinamarca foi a vencedora incontestável do grupo onde estava incluído Portugal. Obteve mais pontos, foi apurada directamente para o Mundial da África do Sul, mas... A grande vencedora foi a Hungria!!! Porque conseguiu impor a única derrota à Dinamarca, no último jogo! Estão a perceber? Não? Ok... Usain Bolt, talvez o maior velocista da história do atletismo é, afinal, um grande perdedor: na última corrida, apesar de ter ficado, monotonamente, em primeiro, não conseguiu bater, de novo, o recorde do mundo... Os restantes 7 adversários é que foram os vencedores, porque conseguiram evitar mais uma sequência de fotos para a história à beira de um marcador electrónico... É ou não é fácil perceber esta história de o segundo não ser, afinal, o primeiro dos últimos, mas sim o primeiro que vem logo a seguir ao grande perdedor que ficou à frente do primeiro dos últimos?

Sem comentários: