Bem Vindo às Cousas

Puri, se tchigou às COUSAS, beio pur'um magosto ou um bilhó, pur'um azedo ou um butelo, ou pur um cibinho d'izco d'adobo. Se calha, tamém ai irbanços, tchítcharos, repolgas, um carólo e ua pinga. As COUSAS num le dão c'o colheroto nim c'ua cajata nim cu'as estanazes. Num alomba ua lostra nim um biqueiro nas gâmbias. Sêmos um tantinho 'stoubados, às bezes 'spritados, tchotchos e lapouços. S'aqui bem num fica sim us arraiolos ou u meringalho. Nim apanha almorródias nim galiqueira. « - Andadi, Amigo! Trai ua nabalha, assenta-te nu motcho e incerta ó pão. Falemus e bubemus um copo até canearmos e nus pintcharmus pró lado! Nas COUSAS num se fica cum larota, nim sede nim couractcho d'ideias» SEJA BEM-VINDO AO MUNDO DAS COUSAS. COUSAS MACEDENSES E TRANSMONTANAS, RECORDAÇÕES, UM PEDAÇO DE UM REINO MARAVILHOSO E UMA AMÁLGAMA DE IDEIAS. CONTAMOS COM AS SUAS : cousasdemacedo@gmail.com



segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Dissecando as Autárquicas – Freguesias Centro-Sul

Seguindo o mesmo tipo de raciocínio já efectuado para as freguesias do Norte… E considerando como freguesias englobáveis no discutível conceito de Centro-Sul as seguintes: Amendoeira, Bornes, Burga, Carrapatas, Castelãos, Cortiços, Grijó, Santa Combinha, Sezulfe, Vale Benfeito, Vale de Prados e Vilar do Monte. Mantendo a tónica concelhia, a coligação PSD-CDS vence aqui com 60,87%, ganhando na totalidade das 12 freguesias e conseguindo as 10 Juntas de Freguesia em disputa (excluem-se Santa Combinha e Burga, sem “direito” a Junta por possuírem apenas, respectivamente, 108 e 99 eleitores inscritos nos cadernos eleitorais). Por sua parte, os socialistas alcançam, nesta “sub-região”, 30,59%. A freguesia de Castelãos é o “beraldinistão” com 74,46% dos votos, sendo a de Grijó aquela onde o PS consegue a sua melhor performance, com 38,97% dos sufrágios. No lado oposto, encontram-se Sezulfe, para PSD-CDS, com 47,06% e, sem surpresa, Castelãos para o PS, com 21,22%. A CDU já não é aqui tão residual como a norte, atingindo 4,21% da votação, sendo, uma vez mais os Cortiços a sua maior implantação, com 12,06%, surgindo a Burga como a única freguesia onde a CDU não possui adeptos. A coligação PSD-CDS consegue, neste território, votações acima dos 50% em 10 das 12 freguesias, alcançando, em 8 delas, valores acima dos 60%, denotando um fenómeno distinto daquele verificado nas Legislativas e nas Europeias (fenómeno esse que será desenvolvido na avaliação geral do concelho). No que concerne aos votos de protesto, ou seja, os brancos e nulos, estes possuem o seu máximo expoente na freguesia de Sezulfe, onde chegam, respectivamente, aos 8,24% e 7,65%, atingindo esta mesma freguesia os máximos absolutos com 14 votos em branco e 13 nulos, superando largamente os valores médios para esta região. Conjugando estes dados com o facto de PSD-CDS terem obtido aqui o seu pior registo, aliado ao facto de o PS não ter ido além dos 30% e da pouca expressão da CDU, apesar dos seus 7,06%, não será difícil perceber que os “sezulfenses” não estão contentes com a oferta política concelhia… A abstenção atinge, na região em estudo, 41,23%, sendo Bornes a que mais contribui para o pecúlio, com o recorde de 56% de abstencionistas, surgindo a vizinha Vale Benfeito como a mais cumpridora, com apenas 28,03% de abstenção. Existem 4244 eleitores recenseados (22,01% do total concelhio), tendo 2494 votado nestas eleições, perfazendo 21,89% do total de votos no concelho. PSD-CDS vão aqui buscar quase 25% do seu total de votos no concelho, não conseguindo o PS mais que chegar-se perto dos 18%. Já a CDU vai buscar quase 31% do seu total a este conjunto de freguesias, salientando-se, em termos absolutos, para lá da já mencionada Cortiços, as freguesias de Sezulfe, Amendoeira e Carrapatas. A média populacional, neste grupo, é superior à equivalente do conjunto a norte, sendo que duas freguesias, concretamente Bornes e Grijó, superam o meio milhar de eleitores recenseados. Contudo, são Amendoeira e Vale de Prados as que apresentam mais de três centenas de votantes efectivos. Deste grupo sai a freguesia com menos eleitores inscritos no concelho: Burga, com apenas 99 (não sendo, no entanto, a recordista negativa de votos efectivos – essas encontram-se mais a norte). O alerta populacional vai, desta vez, para Vilar do Monte, a apenas 3 votantes de transformar o duo Santa Combinha-Burga num trio de freguesias com direito a Plenário em substituição da Junta… Ou para servir de justificação à anexação de freguesias…

Sem comentários: