Bem Vindo às Cousas

Puri, se tchigou às COUSAS, beio pur'um magosto ou um bilhó, pur'um azedo ou um butelo, ou pur um cibinho d'izco d'adobo. Se calha, tamém ai irbanços, tchítcharos, repolgas, um carólo e ua pinga. As COUSAS num le dão c'o colheroto nim c'ua cajata nim cu'as estanazes. Num alomba ua lostra nim um biqueiro nas gâmbias. Sêmos um tantinho 'stoubados, às bezes 'spritados, tchotchos e lapouços. S'aqui bem num fica sim us arraiolos ou u meringalho. Nim apanha almorródias nim galiqueira. « - Andadi, Amigo! Trai ua nabalha, assenta-te nu motcho e incerta ó pão. Falemus e bubemus um copo até canearmos e nus pintcharmus pró lado! Nas COUSAS num se fica cum larota, nim sede nim couractcho d'ideias» SEJA BEM-VINDO AO MUNDO DAS COUSAS. COUSAS MACEDENSES E TRANSMONTANAS, RECORDAÇÕES, UM PEDAÇO DE UM REINO MARAVILHOSO E UMA AMÁLGAMA DE IDEIAS. CONTAMOS COM AS SUAS : cousasdemacedo@gmail.com



sábado, 18 de julho de 2009

Redes de Nova Geração


O Sr. Ministro das Obras Públicas e Telecomunicações deve andar equivocado. Seria de estranhar caso não andasse, porque isso parece ser extensível a toda a classe política dirigente deste país que já esteve à beira-mar plantado e que agora anda, qual jangada de pedra "saramaguiana", à deriva. Não me vou aqui deter sobre os "jamais", OTA's e TGV's. Nem sobre Linhas do Tua ou do Corgo. Desta vez, deu-me para a fibra óptica. Não contesto, de forma alguma, o investimento na banda larga. Contudo, não é um bem de primeira necessidade, também não é motivo das reclamações de anos dos transmontanos e, verdade seja dita, há coisas bem mais prementes. Mas o que me causou prurido foi a bombástica e politicamente correcta afirmação do Sr. Ministro, quando refere que não quer o país a duas velocidades. Esta comichão deriva da noção que eu possuo de que, só em Trás-os-Montes há, pelos menos, três velocidades: devagar, devagarinho e parado! A primeira delas é fruto do isolamento, a segunda, da indiferença, e a terceira do desprezo. As três, em conjunto, são fruto do esquecimento (pelo menos, durante o longo período intercalar entre actos eleitorais). Vivo no litoral, é certo. Mas escolhi uma zona parecida com o meu Trás-os-Montes. Não em características topográficas, mas no que respeita à velocidade. A diferença é que aqui só existem mesmo as duas a que o Sr. Ministro fez referência: a do "devagar" e a do "devagarinho". A do "parado" é colmatada pela presença dos turistas do "camping" que invadem o território na época estival. Bem... É verdade que já temos banda larga há "bué da tempo" e não estamos incluídos em nenhum distrito sem auto-estrada (deixa-me ver... A1...A29...A41...A42...A28...A11...A3...A4...A7). Mas não temos saneamento. Quer dizer, temos fossas e umas ligações ilícitas para os rios que a "malta escolar" anda depois a limpar, em programas de reabilitação de dunas... E pagamos uma taxa de saneamento... Deve ser para financiar as obras que estão a decorrer neste momento... Mas já temos as Redes de Nova Geração! O que não temos são agricultores a abandonar os campos, grávidas a terem que percorrer 200kms por falta de equipamentos adequados, vilas ou cidades esquecidas no "cu do mundo". Ah! E os ministros e secretários de estado vêm cá visitar-nos imensas vezes! E já temos Redes de Nova Geração!... (CHATO!!!)...

Sem comentários: