Bem Vindo às Cousas

Puri, se tchigou às COUSAS, beio pur'um magosto ou um bilhó, pur'um azedo ou um butelo, ou pur um cibinho d'izco d'adobo. Se calha, tamém ai irbanços, tchítcharos, repolgas, um carólo e ua pinga. As COUSAS num le dão c'o colheroto nim c'ua cajata nim cu'as estanazes. Num alomba ua lostra nim um biqueiro nas gâmbias. Sêmos um tantinho 'stoubados, às bezes 'spritados, tchotchos e lapouços. S'aqui bem num fica sim us arraiolos ou u meringalho. Nim apanha almorródias nim galiqueira. « - Andadi, Amigo! Trai ua nabalha, assenta-te nu motcho e incerta ó pão. Falemus e bubemus um copo até canearmos e nus pintcharmus pró lado! Nas COUSAS num se fica cum larota, nim sede nim couractcho d'ideias» SEJA BEM-VINDO AO MUNDO DAS COUSAS. COUSAS MACEDENSES E TRANSMONTANAS, RECORDAÇÕES, UM PEDAÇO DE UM REINO MARAVILHOSO E UMA AMÁLGAMA DE IDEIAS. CONTAMOS COM AS SUAS : cousasdemacedo@gmail.com



segunda-feira, 28 de abril de 2008

Cousas do Rali TT Serras do Norte


Mais uma visita às origens. Para mais não sirva, é um bálsamo que revitaliza a alma. Acresce a benesse de o calendário ter sido favorável neste mês de Abril, proporcionando um fim-de-semana com características de mini-férias. Juntando a fome à vontade de comer, saíu na rifa a realização de uma prova do Nacional de Todo-o-Terreno por terras Macedenses. Após uma manhã a apreciar as máquinas em repouso, debaixo de um anormal sol escaldante, seguiu-se a avaliação do mapa para escolher o melhor ponto para apreciar as ditas em plenas rotações. Seguindo o conselho de um especialista, dirigi-me para a aldeia de Bousende onde, nas imediações, poderia recolher algumas imagens fora do bulício das multidões. A sorte não foi madrasta e dei por mim a seguir dois todo-o-terreno com insígnias da imprensa especializada em provas motorizadas. Se os conhecedores seguiam por trilhos pouco recomendáveis a um veículo ligeiro, isso não serviu de entrave a que me aventurasse por "carreiros" de montanha, pouco habituados a mais do que a circulação de veículos agrícolas. Com maior ou menor dificuldade, consegui chegar a um destino paradisíaco onde não havia mais de 10 pessoas, os ditos 2 todo-o-terreno da imprensa, um outro particular e um tractor agrícola. Instalei-me "confortavelmente" num banco improvisado de pedras e foram breves minutos até ouvir ao longe o roncar do primeiro participante. O resto... O resto está nas fotos...

Sem comentários: