Bem Vindo às Cousas

Puri, se tchigou às COUSAS, beio pur'um magosto ou um bilhó, pur'um azedo ou um butelo, ou pur um cibinho d'izco d'adobo. Se calha, tamém ai irbanços, tchítcharos, repolgas, um carólo e ua pinga. As COUSAS num le dão c'o colheroto nim c'ua cajata nim cu'as estanazes. Num alomba ua lostra nim um biqueiro nas gâmbias. Sêmos um tantinho 'stoubados, às bezes 'spritados, tchotchos e lapouços. S'aqui bem num fica sim us arraiolos ou u meringalho. Nim apanha almorródias nim galiqueira. « - Andadi, Amigo! Trai ua nabalha, assenta-te nu motcho e incerta ó pão. Falemus e bubemus um copo até canearmos e nus pintcharmus pró lado! Nas COUSAS num se fica cum larota, nim sede nim couractcho d'ideias» SEJA BEM-VINDO AO MUNDO DAS COUSAS. COUSAS MACEDENSES E TRANSMONTANAS, RECORDAÇÕES, UM PEDAÇO DE UM REINO MARAVILHOSO E UMA AMÁLGAMA DE IDEIAS. CONTAMOS COM AS SUAS : cousasdemacedo@gmail.com



domingo, 31 de maio de 2009

Qualidade de Ouro

A Quercus tem coisas destas... Por muito que me pareçam hipócritas algumas das posições assumidas, inúmeras vezes coladas ao mito do socialmente correcto (aliás, apanágio de todas as organizações ambientalistas), não deixo de enaltecer algumas outras posições, ainda que não desvinculadas da ideia do "ambiente puro, mas deixem-me andar de carro"... Particularmente aquelas que publicitam uma das minhas assumidas paixões: o Azibo. Contudo, desejo secretamente que a publicidade granjeada pela "qualidade de ouro" atribuída pela Quercus à Praia da Fraga da Pegada não inviabilize a manutenção dos ambientes virgens únicos que marcam a envolvência da Albufeira do Azibo. Venham de lá os turistas, especialmente os "de massa" e "da massa"... Mas que fiquem confinados às áreas devidamente preparadas pela autarquia e demais entidades... Honestamente, estou muito mais interessado na manutenção do verdadeiro "ouro"...

Sem comentários: